terça-feira, 28 de outubro de 2008

O Jogo do Anjo


Há mais de ano e meio escrevi aqui sobre uma espécie de revelação. Uma descoberta, um mistério, uma nova visão. Tudo dentro de um livro.
Uma nova forma de ler, um reaprender a leitura. A infinita durabilidade de uma leveza que, apesar disso, nos esmaga, nos torna mínimos, ínfimos perante tanta grandeza. Tudo isso dentro de um livro.
“ (…) e cada vez que alguém desliza o olhar pelas suas páginas, o seu espírito cresce e torna-se mais forte. (…)”
E foi assim que me senti, outra vez! Voltei a percebê-lo! Noutro livro! Afinal é possível haver mais que um livro assim!
“ (…) todos os volumes que vês à tua frente têm alma. A alma de quem os escreveu, a alma daqueles que os leram e viveram e sonharam com eles. (…)”
Outro livro que é duro, cru, violento até, mas torna-nos mais resistentes. Bate-nos até nos deixar quase inconscientes, abana-nos até quase ao desconforto, faz-nos parar por não aguentarmos mais e depois dá-nos de novo a mão e leva-nos com ele, aprisionados, sem o conseguir largar, mantém-nos sem respirar quase até ao sufoco e, por fim, liberta-nos, dá-nos a felicidade merecida, recompensadora, como que nos obriga a agradecer!
E agradecemos! Agradecemos por ter sido escrito, por nos ter deixado lê-lo, por nos ter agitado assim. Por existir!
Estes livros, que nos falam de um cemitério de livros esquecidos, estarão sempre connosco, porque, uma vez lidos, não mais os esquecemos. Sentimo-nos gratos por termos percorrido todas aquelas palavras que em nós ficaram marcadas como se fossem ferros em brasa, oferecendo-nos uma recompensa única e fundamental. A de nos tornarmos mais ricos, maiores! A de nos redescobrimos, a de nos terem ensinado a sonhar outra vez, a de voarmos naquelas asas que só uma imaginação única nos pode dar. Só por os termos lido e por termos garantida a certeza que irão ficar connosco para sempre!
“Este lugar é um mistério! Um santuário!”

2 comentários:

alinedudu disse...

Eu me despedia do A Sombra do Vento ontem ...não vejo a hora de voltar a me sentir assim ...vou ler agora o Jogo do Anjo...se for mesmo tudo isso que vc disse ...espero que não acabe nunca...

Pan disse...

alinedudu, quando acabar o Jogo do Anjo volte aqui e diga-me o que sentiu, ok?
Boa leitura! (sei que vai ser!)