segunda-feira, 2 de maio de 2011

Morreu um "monstro"


Hoje foi morto um monstro.
Um homem que espalhou terror, que matou inocentes e menos inocentes, mas, sobretudo, que matou. Fez aquilo que pensou ser uma espécie de justiça pelas suas próprias mãos.
Matar é sempre mau, embora haja quem julgue que, por vezes, se torna indispensável.
Confesso que a primeira vez que ouvi a notícia da morte deste homem fiquei agradado. Porque ele simbolizava o mal, o terror, a morte e o sofrimento. Depois pensei que era apenas um homem e que o mal, o terror, a morte e o sofrimento não irão desaparecer com esta morte. No fundo foi apenas mais uma, das muitas já perpetradas por ele e por aqueles que o mataram.
Não sei se o mundo ficou melhor, sei apenas que a morte continua bem viva!

1 comentário:

csa disse...

mas sera que morreu! o monstro !...